sábado, 5 de janeiro de 2008

LEIAM, e nunca deixem quem AMAM!

Olá, hoje vou aqui escrever uma história real, uma das muitas experiencias que já tive na minha vida...

Já a algum tempo, namorava com um rapaz, e era tudo perfeito...gostávamos muito mesmo um do outro, ele era lindo, davamo-nos super bem...enfim...fazíamos um casal espectacular!!! Costumávamos de estar sempre juntos, ele ia me buscar á escola ( ao qual tinha de andar bastante a pé ate lá ), chegou até a chegar atrasado ás aulas por me ir pôr a escola...por opção dele embora não concordasse claro...embora gostasse muito dele, não queria prejudica-lo , ele chegou mesmo a arriscar a vida dele por causa de mim...mas isso são outras histórias....depois ao fim de um tempo ele foi conhecendo algumas amigas minhas, incluindo a minha (ex) melhor amiga, e desde ai passamos a andar sempre os 3...ate que ela me confessou gostar dele...e ai fiquei super confusa e decidi fazer o que pensei fazer logo na altura...e embora o amasse mto, decidi acabar com ele...(sabendo também que ele me amava.. ) foi muito complicado para mim, mas naquela altura eu ainda punha os amigos em 1º lugar de tudo ate mesmo de mim e dos meus sentimentos...e não conseguia estar com ele aos amassos e ela ao pé a assistir a tudo e gostando dele né...ate que começamos os dois a afastarmo-nos...pois ela fazia de tudo para que isso acontecesse...mesmo ele indo sempre ter comigo na mesma...ela dava horas erradas/mentia etc...ate que ao fim de um tempo, já estavams ate de ferias...recebi uma mensagem do telemovel do pai dele...e dizia "O Igor faleceu, o velorio é..." e dizia a morada da igreja...foi...o maior trauma da minha vida...fiquei em estado de choque...e claro, a pensar em todas as hipóteses menos na verdadeira...na que ele tinha mesmo morrido... pensei que era mentira, que era ele para ver a minha reacçao pensei mesmo em tudo...mas decidi ir lá à tal morada ver se realmente era verdade...cheguei lá, não estava lá ninguém...mas decidi esperar, ate que apareceu lá um homem que devia "trabalhar lá" e perguntou-nos o que estavamos lá a fazer (eu ia com uns amigos, que não me deixaram ir sozinha xD) e perguntou logo a seguir se era pelo rapaz de 18 anos que tinha morrido...o Igor...quando ele disse aquilo...eu fiquei, ainda pior...ainda mais do que já estava...ele disse que só pelas 19:00 é que vinha o corpo dele, e ai a tal minha suposta amiga foi embora nem se preocupou e os otros 2 amigos nossos tambem foram, só ficou lá comigo a minha prima ( que lhe agradeço muito mesmo por isso...) fiquei lá ate ver chegar todos os familiares e amigos...e o corpo do igor...mais tarde ganhei coragem, entrei lá e fui vê lo morto, só ai é que vi que ele estava mesmo morto e não havia volta a dar...esta imagm NUNCA mais saira da minha memória, e quando a mãe dele me viu e se abraçou a mim como nunca ninguém antes se tinha abraçado a disse que ainda naquele dia tinha visto as nossas cartas...tambem NUNCAAA mesmo vou eskecer isso... depois passado uns dias foi o funeral, fui com a minha irmã/ex cunhado...e foi mais um dia para esquecer mas que fiz tambem questao de ir lá assistir...
Entretanto fui lá ao cemitério algumas vezes ...e trazia sempre uma pedrinha das que estavam ao pé da campa dele sempre que lá ia,agora quanto á minha (ex) melhor amiga...acabou por não ir ao velório, nem ao funeral porque tinha de ir passear e achava isso mais importante...e quanto a ir ao cemiterio foi prai 3 vezes...e ria-se ás gargalhadas lá entre outras coisas, enfim...xDDD
Não postei isto para terem pena de mim ou algo do género, mas sim para desabafar e tmb para vos dizer o seguinte:

NUNCA DESISTAM DE QUEM AMAM, PQ AMANHA PODE MESMO SER TARDE DEMAIS...OK???
VIVAM A VIDA ENQUANTO PODEM!!!

8 comentários:

Bichodeconta disse...

A vida imfelizmente, leva-nos a aprender algumas lições tarde demais..Guarda a memória dos dias bons que passaram..um dia se tiver coragem , e apesar da nossa diferença de idades, vou contar-te um segredo..até lá fica bem, e tenta levar a vida o melhor possivel..beijinho..

Nitinha disse...

Tive vontade de chorar, não pelo que li mas por nesse momento de leitura todas as minhas memórias de felicidade e amor terem desvanecido.
Desperdiço muitas oportunidades que tenho na vida de verdadeiro amor. Sinto-me mal por isso e por fazer sofrer pessoas que amo. Sofri por quem achava que amava e que hoje sei que nem merecia vislumbrar-me.
É verdade quando dizes que devemos lutar pelo nosso amor, mas nem sempre o amor que achamos verdadeiro o é. O amor só é verdadeiro quando vêm de dentro e flui com naturalidade e até algum medo e vergonha, faz parte.
A única coisa que eu realmente desejo a todas as pessoas que me amam é a felicidade. E a ti também te desejo muita felicidade Joaninha!

Beijinho enorme!

Anónimo disse...

Nunca precisei de comentar uma historia dessas, tendo sido inclusive o barco onde puseste o peixe, do qual choraste, eu ouvi, quase presenciei, sem macula de culpa ou culpa imaculada, mas salva-se a tua verdade, és grande, és enorme, és do tamanho do mundo e há algo que nunca se deve esquecer de ti, a vida, porque ela continua e sei que ainda amas o suficiente para ires em frente e tentar no mínimo tapar a visão quando algo mal acontece. Esta historia so a ti diz respeito...e como tal respeito-a como a ti...

Um abraço eterno, um beijo carinhoso...

Sempre contigo Sis!

joaninha disse...

A tua história é deveras triste, mas muito real... tantas vezes nos separam de quem mais amamos... e a morte deixa todos sem nada... outras, amamos tanto quem não nos ama, que nos traz a morte e nem se apercebe...
Tem calma e recorda sempre os bons momentos. Respeita-os, porque dá alívio. Um beijo

Ze disse...

Não podia passar indiferente a esta história, já vi alguns textos teus aqui no teu blog, mas este chamou-me a atenção.
É incrivél às vezes como as coisas podem acontecer tão rápidas de um momento para o outro, tão inesperadas, tão inoportunas. Em toda a vida se comete erros, eu cometi-os, tu cometeste-os, as outras pessoas que aqui comentaram já os cometeram, Jesus os cometeu, e muitos ainda serão cometidos... aquilo que fica e que tem só de ser guardado é a experiência para que se evite futuros erros semelhantes, mas acima de tudo, guardar bem viva na memória a imagem da pessoa que tanto falas neste texto, e que tão importante foi para ti, recordar sempre os momentos que passaram juntos e, acima de tudo, a perfeição que vos foi digna de alcançarem!
Não há que ficar triste pelas águas passadas, mas feliz pelos momentos de alegria abundante.
Eu apenas resumo-me à inferioridade de não poder dizer que sei o que sentes, posso apenas dizer que não sei o que seria de mim se por ventura alguma vez acontecesse algo à minha namorada.

O caminho é em frente, sê feliz! ;)

**

Rafeiro Perfumado disse...

Que uma pessoa se sacrifique pelos amigos, concordo. Só que essa tua "colega" nitidamente não era tua amiga. Espero que tenhas tirado deste episódio ensinamentos preciosos... Beijoca.

Fuzz' disse...

só consegui dizer foda-se.

A Culpa não é tua, não te martirizes por isso.
A verdade é que vivo uma situação bastante idêntica em que tenho uma pessoa que se quer dar bem comigo mas que eu não quero e essa mesma pessoa mete fantasminhas na cabeça do meu melhor amigo.
Ele afastou-se, agora sinto-me um bocado sozinho, mas não faz mal, porque afinal ao ler este post reparei no quanto egoísta as vezes sou e no quanto não prezo aquilo que tenho ou que tinha.

Anónimo disse...

Sómente subscrevo tudo o que já foi dito, acho que diz tudo...

Na bagagem vai o sentimento de perda mútua de um amigo por elo...enfim, para ti fica aquela e sempre ideia: Nunca fiques com um pé atrás, luta pelos teus objectivos...Não é fácil ser jovem em alturas como esta, mas tu, Joana Martins, vais superar tudo e todos e mostrar ao mundo aquilo que és...força aí

bjo*****

Nuno Filipe Lopes da Eira, Militar,
Vila Pouca de Aguiar